1 evento ao vivo

Reino Unido confirma que casal foi envenenado por novichok

Caso ocorreu perto de local de ataque contra ex-espião

4 jul 2018
18h27
atualizado às 18h30
  • separator
  • 1
  • comentários

As autoridades do Reino Unido confirmaram nesta quarta-feira (4) que dois cidadãos britânicos foram expostos a uma substância do tipo novichok, agente químico de origem soviética já usado para envenenar o ex-espião russo Serghei Skripal e sua filha, Yulia.

O anúncio foi feito pelo comissário Neil Basu, da Polícia Metropolitana. O casal foi encontrado inconsciente no último sábado (30), em sua casa, em Amesbury, a 13 quilômetros de Salisbury, local do ataque contra Skripal e Yulia.

Eles foram identificados como Charlie Rowley, 45, e Dawn Sturgess, 44, e estão internados em estado grave no mesmo hospital que tratara o ex-espião russo. A Scotland Yard afirma que nada em seu histórico indica que eles pudessem ser alvo de um ataque com agente químico.

O caso é investigado pelo departamento antiterrorismo das forças de segurança. Inicialmente, as equipes de socorro pensaram que Rowley e Sturgess pudessem estar sob efeito de drogas, mas as suspeitas de envenenamento surgiram na manhã desta quarta-feira.

Skripal e sua filha foram contaminados em março, em um caso que abalou as relações diplomáticas entre Rússia e Reino Unido e levou à expulsão de dezenas de diplomatas russos de quase 30 países.

O ex-espião trabalhava como agente duplo para os serviços de inteligência de Londres e Moscou e, após ser descoberto, ganhou direito de residência e cidadania do Reino Unido. O governo britânico culpa a Rússia pelo ataque contra Skripal.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 1
  • comentários
publicidade