PUBLICIDADE

Reino Unido anuncia novas restrições para conter Ômicron

8 dez 2021 19h24
| atualizado às 20h00
ver comentários
Publicidade

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou nesta quarta-feira (8) a introdução de novas medidas de restrições para conter a propagação da variante Ômicron.

Reino Unido anuncia novas restrições para conter Ômicron
Reino Unido anuncia novas restrições para conter Ômicron
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Durante entrevista coletiva, o premiê britânico divulgou o "plano B" da estratégia do governo na luta contra a pandemia de Covid-19, o qual prevê a extensão do uso de máscaras, principalmente nos locais fechados, o retorno do trabalho remoto e a apresentação do passaporte sanitário.

Segundo Johnson, "não é possível dizer ainda se a gravidade da nova cepa é menor em relação às outras" e que, por essa razão, era melhor adotar medidas de isolamento.

O premiê britânico ressaltou que a quantidade de contágios da variante "está crescendo muito mais rápido" do que a Delta e que os casos de Ômicron podem dobrar a cada dois ou três dias.

Pelas novas medidas, a partir da próxima segunda-feira (13), os britânicos serão aconselhados a trabalhar remotamente sempre que possível, para diminuir a mobilidade. Já a obrigatoriedade das máscaras em locais fechados entra em vigor nesta sexta (10) e valerá também em cinemas, teatros .

A partir da próxima semana, também será introduzido o passaporte sanitário em eventos fechados, como festas noturnas.

Por fim, Johnson afirmou que caso as doses de reforço se mostrem eficazes contra a variante, as restrições poderão voltar a ser relaxadas. A implementação do chamado "Plano B" é uma aposta do governo britânico para tentar incentivar a vacinação nacional, após ter evitado impor novas regras apesar das indicações das autoridades sanitárias.

Ele alertou também que as novas medidas vão servir para que o serviço público de saúde do país, o NHS, entenda como a nova cepa age. Segundo Johnson, apesar dos números oficiais registrarem 568 casos de Ômicron no país, os números reais devem estar próximos de 10 mil.

Hoje cedo, a farmacêutica Pfizer disse que o imunizante é capaz de proteger contra a Ômicron, desde que aplicada em três doses. 

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade