PUBLICIDADE

Putin promete mísseis com capacidade nuclear a Belarus para se opor ao Ocidente "agressivo"

25 jun 2022 - 17h03
Ver comentários
Publicidade

* Este conteúdo foi produzido na Rússia, onde a legislação restringe a cobertura das operações militares russas na Ucrânia

O presidente russo, Vladimir Putin, disse neste sábado a seu colega de Belarus que Moscou fornecerá a Minsk sistemas de mísseis capazes de transportar armas nucleares, disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

Em uma reunião com Putin em São Petersburgo, o presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, expressou preocupação com as políticas "agressivas", "confrontativas" e "repulsivas" de seus vizinhos Lituânia e Polônia.

Ele pediu a Putin para ajudar Belarus a montar uma "resposta simétrica" ao que ele disse serem voos com armas nucleares da aliança da Otan liderada pelos EUA perto das fronteiras de Belarus.

Putin disse que não vê necessidade no momento de uma resposta simétrica, mas que os jatos Su-25, de fabricação russa, de Belarus poderiam, se necessário, ser atualizados em fábricas russas.

"Vamos transferir os sistemas de mísseis táticos Iskander-M para Belarus, que podem usar tanto mísseis balísticos e de cruzeiro, tanto em versões convencionais quanto nucleares", disse ele em um resumo da reunião feiro pelo ministério das Relações Exteriores.

O Iskander-M, um sistema móvel de mísseis guiados com o codinome "SS-26 Stone" pela Otan, substituiu o "Scud" soviético. Seus dois mísseis guiados têm alcance de até 500 km (300 milhas) e podem transportar ogivas convencionais ou nucleares.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade