1 evento ao vivo

Presidente da Macedônia diz que não irá aprovar acordo com Grécia de mudança de nome

13 jun 2018
18h20
  • separator
  • comentários

O presidente da Macedônia disse nesta quarta-feira que não irá assinar um acordo feito com a Grécia para mudar o nome do país, afastando esperanças de um rápido fim a uma disputa diplomática que tem bloqueado a tentativa da Macedônia de se juntar à União Europeia e à Otan.

Presidente Gjorge Ivanov durante discurso em Nova York
 19/9/2016    REUTERS/Lucas Jackson  - HT1EC9J158LBO
Presidente Gjorge Ivanov durante discurso em Nova York 19/9/2016 REUTERS/Lucas Jackson - HT1EC9J158LBO
Foto: Reuters

Na Grécia, o primeiro-ministro Alexis Tsipras enfrentou uma série de críticas e a possibilidade de uma moção de desconfiança contra seu governo após ele e o primeiro-ministro macedônio, Zoran Zaev, anunciarem o acordo na terça-feira.

Sob o acordo, a Macedônia seria formalmente reconhecida como "República da Macedônia do Norte". O país é atualmente reconhecido na Organização das Nações Unidas como "Antiga República Iugoslava da Macedônia".

Atenas há tempos contesta o uso do nome "Macedônia" pelo país vizinho, dizendo que isto implica reivindicações territoriais a uma província no norte da Grécia e que também representa apropriação da antiga herança cultural grega.

"Minha posição é final e não irei ceder a nenhuma pressão, chantagem ou ameaça. Eu não irei apoiar ou assinar um acordo tão prejudicial", disse o presidente da Macedônia, Gjorge Ivanov, em entrevista coletiva na Escópia.

    Ivanov, que é apoiado pela oposição nacionalista VMRO-DPMNE, pode vetar o acordo. O governo de centro-esquerda da Macedônia também precisa de uma maioria de dois terços para conseguir aprovação parlamentar e isto exigiria apoio da VMRO-DPMNE, que é fortemente oposta ao acordo.

O presidente também disse que a possível futura participação da Macedônia na UE e na Otan não é uma desculpa suficiente para assinar um "acordo ruim".

    O acordo deve ser aprovado por macedônios em um referendo, assim como pelos Parlamentos de ambos os países. 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade