2 eventos ao vivo

Preocupação com variantes faz Itália adiar eleições municipais

4 mar 2021
14h53
atualizado às 15h17
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O governo da Itália aprovou nesta quinta-feira (4) um decreto-lei que adia para o segundo semestre as eleições municipais previstas para a primeira metade do ano.

Lançamento da candidatura de Vittorio Sgarbi a prefeito de Roma
Lançamento da candidatura de Vittorio Sgarbi a prefeito de Roma
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A medida se deve à persistência da pandemia do novo coronavírus, que passa por mais um momento de repique no país, e à crescente disseminação das variantes do Sars-CoV-2, como a britânica, já predominante, e a brasileira, que responde por 4,3% dos novos casos.

Segundo o decreto do governo de Mario Draghi, as eleições, que deveriam ocorrer até junho, agora vão acontecer entre 15 de setembro e 15 de outubro. A medida entra em vigor em caráter imediato, mas precisa do aval do Parlamento para ser mantida.

Cerca de 1,3 mil cidades irão às urnas eleger seus novos prefeitos em 2021, incluindo a capital Roma e as metrópoles Milão, Nápoles, Turim e Bolonha. O adiamento também engloba eleições supletivas para o Parlamento e o pleito regional na Calábria.    

Veja também:

A missão quase impossível de quem tenta fugir da Coreia do Norte
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade