0

Premiê israelense Netanyahu se reunirá com Putin em Moscou na próxima semana

3 jul 2018
18h19
  • separator
  • comentários

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, se encontrará com o presidente russo, Vladimir Putin, em Moscou na próxima semana, informou o gabinete de Netanyahu em um breve comunicado divulgado nesta terça-feira.

Encontro do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, com o presidente russo, Vladimir Putin, em Moscou
29/01/2018
Sputnik/Alexei Nikolsky/Kremlin via REUTERS
Encontro do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, com o presidente russo, Vladimir Putin, em Moscou 29/01/2018 Sputnik/Alexei Nikolsky/Kremlin via REUTERS
Foto: Reuters

A reunião está marcada para 11 de julho.

Netanyahu e Putin se encontram periodicamente e discutem questões regionais, particularmente sobre interesses mútuos na guerra civil na Síria e para evitar confrontos acidentais entre as forças israelenses e russas que operam na Síria. Os dois líderes se reuniram pela última vez em Moscou em maio.

Israel também tem preocupação com o fato de que o Irã está estabelecendo uma presença militar na Síria, e tem atacado alvos iranianos lá.

Apoiado pela Rússia, o presidente sírio, Bashar al-Assad, lançou uma ofensiva no mês passado para reconquistar a região de Daraa, no sudoeste do país, levando milhares de refugiados para os países vizinhos Jordânia e Israel.

No domingo, Israel reforçou o deslocamento de tanques e artilharia na fronteira com a Síria, nas Colinas de Golã, alertando as forças de Damasco a manter distância enquanto varriam as áreas controladas pelos rebeldes ao longo da fronteira.

"Temos acordos de separação de forças com a Síria desde 1974, este é um acordo fundamental. Vamos segui-lo meticulosamente e cabe a todos os outros fazer o mesmo", disse Netanyahu nesta terça-feira em um alerta velado de que Israel não aceitará qualquer violação da fronteira.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade