PUBLICIDADE

Premiê da Itália pede cúpula da UE sobre energia em julho

Proposta foi apoiada por outros países, incluindo França

23 jun 2022 18h36
| atualizado às 19h06
ver comentários
Publicidade

O primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, pediu ao Conselho Europeu, em Bruxelas, a convocação de uma cúpula extraordinária sobre energia nas próximas semanas, informaram fontes europeias nesta quinta-feira (23).

Proposta foi apoiada por outros países, incluindo França
Proposta foi apoiada por outros países, incluindo França
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Segundo os relatos, o premiê italiano reforçou a urgência de tomar decisões para enfrentar a crise energética, com a necessidade de uma reunião dedicada ao tema em julho, além de chamar a atenção para a proposta de um teto para o preço do gás russo.

A iniciativa teria sido apoiada por outros países-membros, incluindo a França. No entanto, fontes em Bruxelas enfatizaram que não há "amplo consenso" sobre o assunto.

A Itália tem defendido a necessidade de impor um teto temporário ao preço do gás natural para conter a disparada no custo da energia.

Além disso, desde o início da invasão à Ucrânia, o governo de Draghi tem negociado com mais países para o fornecimento de gás, e segundo estimativas, a independência do combustível russo deve ocorrer no período entre 24 e 36 meses.

Atualmente, a Rússia é o maior exportador mundial de petróleo e o maior exportador de gás para a Europa. Por causa da guerra no território ucraniano, os países da UE e os Estados Unidos querem zerar suas importações, medida que pressionará o preço de commodities de energia no mercado internacional.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade