0

Prefeitura de Bristol remove estátua de ativista negra

Obra havia sido colocada no lugar de escultura de escravocrata

16 jul 2020
09h53
atualizado às 09h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A estátua da ativista negra Jen Reid foi removida pela prefeitura de Bristol, no Reino Unido, na manhã desta quinta-feira (16) - menos de 24 horas depois de ser instalada pelo artista Marc Quinn.

Estátua do escravocrata Edward Colston foi substituída pela ativista negra Jen Reid
Estátua do escravocrata Edward Colston foi substituída pela ativista negra Jen Reid
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Segundo as autoridades, a estátua foi colocada de maneira "clandestina" e o artista pagará pelos custos de remoção. Ela foi levada para um galpão para que seu destino seja decidido.

O prefeito da cidade, Marvin Rees, afirmou que entende a "provocação" da obra, mas reforçou que a peça que deverá ser colocada no lugar daquela do escravocrata Edward Colston deve ser escolhida pela população.

A nova obra, inclusive, poderá ser a própria estátua da estudante britânica, se a "população quiser".

A estátua "Um rompante de Poder (Jen Reid) 2020" foi criada por Quinn com base em uma foto tirada pela imprensa inglesa durante o protesto do movimento "Vidas Negras Importam" na cidade no dia 7 de junho.

Durante o ato antirracista, que veio na esteira dos protestos pela morte do norte-americano George Floyd, a estátua de Colston, que fez fortuna com o tráfico de escravos no século 17, foi arrancada pelos manifestantes e jogada em um rio próximo.

Após a remoção, Reid subiu no pedestal vazio e fez o gesto do punho erguido que simboliza o "Black Lives Matter". Conforme Quinn, o nome da "obra temporária" veio "da descrição poderosa de Jen em sua experiência".

Veja também:

Explosão em Beirute arranca repórter de cadeira em entrevista ao vivo
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade