0

Pior explosão em mina de carvão tcheca em décadas mata 13 pessoas

21 dez 2018
12h19
  • separator
  • comentários

Uma explosão de metano matou 12 poloneses e um tcheco em uma mina de carvão do leste da República Tcheca, informou a mineradora OKD nesta sexta-feira, o pior desastre do tipo em quase três décadas.

Equipe de resgate se prepara para buscar mineiros após explosão em Karvinca 20/12/2018 REUTERS/Stringer
Equipe de resgate se prepara para buscar mineiros após explosão em Karvinca 20/12/2018 REUTERS/Stringer
Foto: Reuters

A empresa estatal disse que uma explosão de metano ocorrida a mais de 800 metros de profundidade devastou áreas da mina de carvão de coque duro CSM, próxima da cidade de Karvina e da fronteira polonesa, na noite de quinta-feira.

"Suspendemos o trabalho subterrâneo imediatamente, retiramos os mineiros para a superfície, e agentes de resgate chegaram e inspecionaram toda a localidade minuciosamente", disse o porta-voz da OKD, Ivo Celechovsky, à televisão pública tcheca.   

A OKD havia dito anteriormente que 11 poloneses e dois tchecos morreram, mas mais tarde acrescentou que um dos que se acreditava ser tcheco na verdade era um cidadão polonês.

Trata-se do pior desastre da mineração na República Tcheca desde 1990, quando 30 mineiros morreram em um incêndio em uma mina próxima de Karvina, na mesma região, segundo uma lista compilada pela agência de notícias CTK.

O presidente polonês, Andrzej Duda, declarou um dia de luto nacional no domingo.

A OKD disse que as tentativas de resgatar oito mineiros dos quais inicialmente não se tinha notícias tiveram que ser abandonadas devido às condições no poço.

"Infelizmente chegamos a um ponto no qual era impossível ir adiante, porque havia um incêndio e visibilidade zero", disse o diretor-gerente da OKD, Boleslav Kowalczyk.

A parte afetada da mina está sendo isolada para privar o incêndio de ar, e as equipes de resgate só poderão voltar para recuperar as vítimas em uma data ainda desconhecida, quando as condições permitirem, explicou.

Kowalczyk disse que uma rede de sensores de metano na mina não detectou nada incomum antes da explosão. As vítimas polonesas eram mineiros empregados pela empresa Alpex, disse a OKD.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade