0

PD e M5S definem candidato para eleição regional

Vincenzo Bianconi concorrerá ao cargo de governador da Úmbria

22 set 2019
17h05
  • separator
  • 0
  • comentários

O Movimento 5 Estrelas (M5S) e o Partido Democrático (PD), de centro-esquerda, chegaram neste domingo (22) a um acordo sobre o nome do candidato para o "pacto cívico" para as eleições regionais na Úmbria. Após a rejeição de Francesca Di Maolo, o presidente da Federação das Associações Italianas de Hotéis e Turismo (Federalberghi) Úmbria, Vincenzo Bianconi, aceitou concorrer ao cargo de governador da região. "Sou Vincenzo Bianconi, um empresário da Úmbria da Norcia, como muitos outros, apaixonado pela minha terra. Está na hora de reconstruir o futuro da Úmbria, porque é uma região extraordinária e civilizada que precisa de mudanças muito fortes", agradeceu Para Luigi Di Maio, líder do M5S e atual ministro das Relações Exteriores, o empresário é "uma pessoa super competente, que nunca desiste, que conhece e ama a Úmbria", lugar marcado pelas tragédias do terremoto.
    Bianconi, de 47 anos, é um dos maiores empreendedores do setor de turismo da Itália central. Ele é formado em Economia do Turismo pela Universidade de Perugia. Entre 2000 e 2007, foi presidente nacional dos jovens hoteleiros italianos, além de estar à frente da associação "I Love Norcia".
    "Estamos lá e o apoiaremos com lealdade na campanha eleitoral e depois no Conselho Regional e no conselho sobre os pontos do programa. O que começa hoje é um novo desafio, uma nova aventura. Nosso objetivo é fazer os interesses dos cidadãos", acrescentou Di Maio. Segundo Dario Franceschini, um dos líderes do PD, o "acordo na Úmbria entre PD e M5S sobre a candidatura de Vincenzo Bianconi como governador da região é mais um passo para a criação de um campo reformista capaz de vencer o direito e mudar a Itália".
    Em sua conta no Twitter, o secretário do PD, Nicola Zingaretti, por sua vez, agradeceu Bianconi por essa "candidatura bonita e forte". "Será o candidato da Úmbria, uma terra maravilhosa.
    Úmbria que não desiste e luta pelo seu futuro", escreveu. A escolha do candidato, no entanto, foi criticada pelo ex-vice-premier da Itália Matteo Salvini que afirmou que PD e M5S continuam tirando sarro dos cidadãos, "mudando de equipe e candidatos todos os dias, uma vergonha sem precedentes".
    As eleições regionais na Úmbria acontecerão em 27 de outubro e têm o partido de Salvini como favorito.

PD e M5S definem candidato para eleição regional
PD e M5S definem candidato para eleição regional
Foto: ANSA / Ansa - Brasil
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade