0

Parlamento do Peru aprova governo da premiê Bermúdez

Crise política se arrasta no país há meses

4 dez 2020
08h53
atualizado às 09h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Parlamento do Peru deu seu voto de confiança para o governo formado pela premiê Violeta Bermúdez no fim da noite desta quinta-feira (03), em um sinal de trégua política para o presidente Francisco Sagasti.

Parlamento aprovou o governo formado por Bermúdez e deu uma trégua à crise política no país
Parlamento aprovou o governo formado por Bermúdez e deu uma trégua à crise política no país
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Foram 111 votos a favor, sete contrários e uma abstenção em votação que foi antecipada por conta dos protestos de parte da população contrária, que deixou ao menos uma morte nesta quinta.

Durante sua fala, Bermúdez ressaltou que seu governo será pautado na luta contra a pandemia do coronavírus Sars-CoV-2, à reativação da economia e também na preparação para as eleições gerais, marcadas para abril de 2021.

"Hoje conseguimos criar pontos importantes entre legislativo e executivo e que isso seja um prelúdio de uma relação cordial e respeitosa entre os dois poderes", disse ainda a nova premiê, segundo a agência de notícias Andina.

Através de seu Twitter, o presidente agradeceu ao Congresso "a confiança outorgada ao Gabinete".

"A grave emergência que nos afeta exige que governo e Parlamento trabalhem juntos, com decisão, empatia e tolerância, para retomar o caminho do progresso e do desenvolvimento, em benefício de todos os peruanos", escreveu em uma série de postagens que citam algumas das primeiras ações de seu governo.

O Peru vive uma crise política há mais de 20 anos, mas o quadro se agravou desde o fim do ano passado, com constantes atritos entre o ex-presidente Martín Vizcarra e o Parlamento. A crise foi tamanha que, em 10 de novembro, os parlamentares aprovaram o impeachment do mandatário alegando "incapacidade moral" para o cargo.

O primeiro nomeado pós-afastamento foi Manuel Merino, que renunciou no dia 15 de novembro após protestos violentos no país. Um dia depois, o Parlamento aprovou a nomeação de Sagasti.

Além dos problemas políticos, o Peru é um dos países mais afetados pela pandemia de Covid-19 no mundo, quando feita a proporção de casos e mortes em relação ao tamanho da população.

Segundo a Universidade Johns Hopkins, a nação contabiliza 967.075 contaminações confirmadas desde março e 36.076 mortes em uma população de cerca de 32 milhões de habitantes. .
   

Veja também:

Cadeirante escala arranha-céu em Hong Kong em troca de doações para caridade
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade