6 eventos ao vivo

Papa lamenta conversão da Basílica de Santa Sofia em mesquita

Francisco disse neste domingo (12) que sente "muita dor"

12 jul 2020
09h26
atualizado às 09h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O papa Francisco lamentou neste domingo (12) a decisão da Turquia de converter a Basílica de Santa Sofia, em Istambul, em uma mesquita.

Papa Francisco durante celebração do Angelus no Vaticano
Papa Francisco durante celebração do Angelus no Vaticano
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O líder católico mencionou a situação do antigo templo bizantino durante o Angelus, no Vaticano, ao falar sobre a Jornada Internacional do Mar. "O mar me leva um pouco distante com o pensamento: a Istambul. Penso em Santa Sofia e sinto muita dor", declarou Francisco, sem se alongar na questão.

A Basílica de Santa Sofia foi inaugurada no ano de 537 e serviu como catedral cristã dedicada à Divina Sabedoria até 1453, quando os otomanos conquistaram Constantinopla (atual Istambul) e transformaram o templo em mesquita.

Em 1934, no entanto, Mustafa Kemal Ataturk, fundador da Turquia moderna e defensor do secularismo, converteu a antiga basílica em museu.

Já na última sexta-feira, o Conselho de Estado anulou o decreto de Ataturk, e o presidente Recep Tayyip Erdogan anunciou a reconversão de Santa Sofia em mesquita, em decisão condenada pelos Estados Unidos, pela União Europeia e pela Unesco.

Logo em seguida, um portal ortodoxo, o Orthodox Times, chegou a reclamar do "silêncio injustificado" da Santa Sé e do próprio papa Francisco.

"Em um momento no qual todo o mundo, tanto religioso como político e acadêmico, tomou uma clara posição contra a intenção da Turquia de profanar o templo da Sabedoria de Deus, o bispo loquaz e sempre sensível de Roma está em silêncio", afirmou o site.

Em 2015, Francisco já havia entrado em polêmica com a Turquia ao mencionar publicamente o genocídio armênio pelo Império Otomano, no início do século 20, que até hoje não é reconhecido por Ancara.

Veja também:

Jovem é preso após atingir 290 km/h em moto no Reino Unido
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade