PUBLICIDADE

Padre de Milão é preso por abuso sexual de menores

Diocese confirmou detenção e pediu investigação também da Igreja

16 jul 2021 09h16
| atualizado às 09h28
ver comentários
Publicidade

A polícia de Milão prendeu nesta sexta-feira (16) o padre italiano Emanuele Tempesta sob a acusação de abuso sexual de menores entre fevereiro de 2020 e maio de 2021, informou a própria Diocese local. O sacerdote está em regime domiciliar.

Diocese de Milão disse que nunca tinha recebido denúncias contra o padre Emanuele Tempesta
Diocese de Milão disse que nunca tinha recebido denúncias contra o padre Emanuele Tempesta
Foto: Diocese de Milão / Ansa - Brasil

Em nota oficial, a Diocese informou que "soube da prisão com surpresa e dor e se compromete, rapidamente, a aprofundar os fatos, aplicando as indicações do direito universal da Igreja Católica e da CEI [Conferência Episcopal Italiana] e seguindo as indicações que serão dadas pela Santa Sé".

O comunicado ainda ressalta que, até o momento, a Diocesa "nunca havia recebido" nenhuma informação seja da comunidade Busto Garolfo, onde o padre atuava, ou de qualquer outra pessoa de que Tempesta cometia o crime.

Segundo informações da organização católica, o padre tem 29 anos e foi ordenado sacerdote em 2019, tendo recebido a responsabilidade de cuidar da comunidade de Busto Garolfo no mesmo ano. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade