PUBLICIDADE

Síria entrega à Rússia plano para cessar-fogo em Aleppo

Governo Assad quer promover uma troca de prisioneiros com os rebeldes

17 jan 2014 10h31
ver comentários
Publicidade

O chanceler sírio, Walid al-Moualem, disse nesta sexta-feira que entregou à Rússia um plano para o estabelecimento de um cessar-fogo na maior cidade da Síria, Aleppo, e que está pronto para uma possível troca de prisioneiros com as forças rebeldes.

Ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid al-Moualem, e chanceler russo, Sergei Lavrov, ao chegar para negociações em Moscou. Moualem disse nesta sexta-feira que entregou à Rússia um plano para o estabelecimento de um cessar-fogo na maior cidade da Síria, Aleppo, e que está pronto para uma possível troca de prisioneiros com as forças rebeldes. 17/01/2014.
Ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid al-Moualem, e chanceler russo, Sergei Lavrov, ao chegar para negociações em Moscou. Moualem disse nesta sexta-feira que entregou à Rússia um plano para o estabelecimento de um cessar-fogo na maior cidade da Síria, Aleppo, e que está pronto para uma possível troca de prisioneiros com as forças rebeldes. 17/01/2014.
Foto: Pool / Reuters

Washington e Moscou tentam negociar algumas medidas para gerar confiança e permitir o fluxo da ajuda humanitária em meio à guerra civil que já dura quase três anos.

"Conto com o sucesso desse plano se todos os lados cumprirem suas obrigações", disse Moualem em uma coletiva de imprensa conjunta com o chanceler russo, Sergei Lavrov, em Moscou, antes de uma conferência de paz para a Síria marcada para a próxima semana na Suíça.

"Nós gostaríamos que isso servisse como um exemplo para outras cidades", disse Moualem ao falar sobre o plano para Aleppo.

Rebeldes sírios apoiados por Washington concordaram em se submeter à medida caso o governo se comprometa com um cessar-fogo parcial, de acordo com os Estados Unidos.

Dado o histórico de tentativas frustradas de dar fim à guerra, em que mais de 100 mil pessoas já morreram e milhões foram deslocadas, não está claro se mesmo um cessar-fogo parcial poderia ser conquistado ou garantido.

Também permanece improvável que tal acordo possa ser honrado pelas poderosas facções islamitas rebeldes, algumas das quais estão em guerra não só contra Damasco como contra outros grupos rebeldes, apoiados por países ocidentais e do Golfo Pérsico.

Moualem disse que o governo sírio também montou uma lista de pessoas presas e está disposto a fazer uma troca de prisioneiros.

Guerra civil em fotos Conteúdo exclusivo
AFP AFP

O Terra compilou alguns dos principais materiais fotográficos disponibilizados ao longo destes mais de dois anos de guerra na Síria. Cada imagem leva a uma galeria que conta um episódio específico ou remete a uma situação importante do conflito.

Acompanhe a cobertura exclusiva do Terra através dos jornalistas Tariq Saleh e Mauricio Morales. Sediado no Líbano, Saleh conversou com sírios, visitou refugiados e ouviu analistas. Enviado especial, Morales passou dias com rebeldes.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade