1 evento ao vivo

Profissionais da rede BBC são atacados em protestos no Iêmen

14 fev 2011
18h33
atualizado às 19h44

Um jornalista da BBC e o cinegrafista foram atacados de forma deliberada no Iêmen nesta segunda-feira por partidários do governo quando documentavam os violentos protestos contra o presidente Ali Abdullah Saleh, informou a rede de televisão.

Abdullah Ghorab, o correspondente da BBC em árabe no Iêmen, foi deixado ferido e com o nariz sangrando no incidente na capital, Sanaa.

O cinegrafista Mohammed Omrar foi espancado e teve o telefone celular e relógio tomados, informou a BBC em um comunicado.

Após realizar o ataque, os homens jogaram Ghorab na direção do carro de Hafez Meiyad, um funcionário iemenita conhecido por ser próximo do presidente, que criticou o repórter por manchar a reputação do país, disse o comunicado.

O jornalista contou à AFP que foi espancado por "homens do partido do governo".

O ataque, próximo à Universidade de Sanaa, só chegou ao fim quando a polícia interveio e os homens foram embora, disse a rede de televisão. Ghorab precisou de atendimento médico após o ocorrido.

A BBC afirmou que reclamará para as autoridades iemenitas sobre o "ataque deliberado".

"A BBC condena este ataque contra nossos jornalistas que estão fazendo o melhor em circunstâncias muito difíceis para reportar a situação do Iêmen", disse Peter Horrocks, diretor da BBC Global News.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade