PUBLICIDADE

Governo sírio diz que saída de Assad não está na agenda de processo de paz

O primeiro dia da segunda rodada das negociações de paz para a Síria terminou nesta segunda-feira, após reuniões separadas durante a manhã entre o mediador no processo e as delegações do governo e da oposição

10 fev 2014 12h59
| atualizado às 13h14
ver comentários
Publicidade

A saída do presidente da Síria, Bashar al-Assad, "não está na agenda" do processo de paz que está sendo negociado em Genebra, afirmou nesta segunda-feira o vice-ministro sírio de Relações Exteriores, Faiçal Makdad.

<p>Vice-ministro sírio de Relações Exteriores, Faiçal Makdad, à esquerda, concedeu coletiva de imprensa na sede das Nações Unidas em Genebra, Suíça, nesta segunda-feira 10 de fevereiro</p>
Vice-ministro sírio de Relações Exteriores, Faiçal Makdad, à esquerda, concedeu coletiva de imprensa na sede das Nações Unidas em Genebra, Suíça, nesta segunda-feira 10 de fevereiro
Foto: AP

O funcionário sírio assegurou que sua delegação está disposta a abordar todos os pontos do Comunicado de Genebra, documento base das negociações, "começando a pôr fim à violência para poder avançar em direção a outros pontos, incluindo a criação de um órgão de governo transitório".

O vice-ministro pediu à oposição que "deixe de perder tempo com este tema" pois a saída de Assad não está incluída de maneira específica no Comunicado de Genebra.

A segunda rodada das negociações de paz entre o governo sírio e a oposição começou na manhã desta segunda-feira na sede das Nações Unidas em Genebra, na Suíça e já teve seu primeiro dia encerrado. As discussões devem durar uma semana.

EFE   
Publicidade
Publicidade