2 eventos ao vivo

Após manifestações, Sultão de Omã demite dois ministros

5 mar 2011
10h46
atualizado às 11h26

O chefe de Estado de Omã, o sultão Qaboos, demitiu dois ministros após as manifestações populares contra a corrupção neste pequeno país do Golfo, segundo um comunicado oficial. Os ministros demitidos são o do Gabinete Real, Ali ben Majid al-Maamari, e o de Assuntos do Palácio, Ali ben Humud al Busaidi.

A decisão foi anunciada depois das manifestações que sacudiram o pequeno sultanato na semana passada, em particular a segunda maior cidade do país, Sohar, 200 km ao norte de Mascate, onde um manifestante morreu em 28 de fevereiro na repressão policial.

Os manifestantes pediram, entre outras coisas, a saída dos ministros demitidos neste sábado, que são acusados de corrupção. Mas as manifestações não questionaram a posição do sultão, de 70 anos, que reina desde 1970 e é considerado um soberano atento à situação do povo.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade