6 eventos ao vivo

OMS convoca reunião urgente sobre surto de Ebola no Congo

17 mai 2018
13h48
atualizado às 14h12
  • separator
  • comentários

A Organização Mundial da Saúde (OMS) convocará seu Comitê de Emergência na sexta-feira para analisar os riscos internacionais de um surto de Ebola na República Democrática do Congo, disse seu porta-voz, Christian Lindmeier, nesta quinta-feira.

Materiais sobre Ebola aguardam para ser transportados de Bruxelas para o Congo
 16/5/2018   Médicos Sem Fronteiras via REUTERS
Materiais sobre Ebola aguardam para ser transportados de Bruxelas para o Congo 16/5/2018 Médicos Sem Fronteiras via REUTERS
Foto: Reuters

O comitê de especialistas decidirá se declara uma "emergência de saúde pública de interesse internacional" que desencadearia um envolvimento global maior, mobilizando pesquisas e recursos, explicou Lindmeier.

Comitês de Emergência foram criados para oferecer aconselhamento em surtos anteriores, como a epidemia de Zika na América Latina em 2016 e o grande surto de Ebola na África Ocidental que matou ao menos 11.300 pessoas em Guiné, Serra Leoa e Libéria entre 2014 e 2016.

O comitê pode aconselhar o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, a respeito das ações a serem adotadas pelo Congo e por outros países para tentar impedir a propagação internacional da doença sem interferir indevidamente com o comércio e o transporte.

Tedros receberá ministros da Saúde na assembleia anual da OMS em Genebra na semana que vem, e deve aproveitar a ocasião para coordenar uma reação mundial ao surto.

Diferentemente do grande surto da África Ocidental, quando a OMS demorou meses para convocar um Comitê de Emergência, a entidade está agindo com rapidez para tentar conter a epidemia mais recente do Congo, sua nona, logo no início.

O governo de Kinshasa informou o surto no dia 8 de maio, um dia depois que duas amostras deram resultado positivo para o vírus mortal, e em questão de dias a OMS enviou especialistas, preparando uma "ponte aérea" de helicóptero até o local e planejando uma campanha de vacinação.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade