PUBLICIDADE

Núncio do Vaticano na UE morre por complicações da Covid-19

2 dez 2021 17h41
| atualizado às 19h30
ver comentários
Publicidade

Morreu nesta quinta-feira (2) o núncio apostólico da Santa Sé junto à União Europeia (UE) em Bruxelas, dom Aldo Giordano, de 67 anos, por complicações da Covid-19. A informação foi confirmada pela Diocese de Cuneo.

Aldo Giordano morreu aos 67 anos de idade
Aldo Giordano morreu aos 67 anos de idade
Foto: Ansa / Ansa - Brasil

O religioso contraiu o novo coronavírus há cerca de um mês e meio e desde então estava hospitalizado na Clínica Universitária de Lowen, na Bélgica, na unidade de terapia intensiva (UTI).

Giordano nasceu em 20 de agosto de 1954 em Cuneo. Ordenado sacerdote em 1979, obteve o bacharelado na Faculdade Teológica da Itália Setentrional de Milão e a Licenciatura em Filosofia na Pontifícia Universidade Gregoriana. Na sua pesquisa de doutorado se dedicou ao pensamento de Nietzsche.

O núncio apostólico foi também secretário-geral do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) e, em 2008, foi nomeado observador permanente da Santa Sé no Conselho da Europa em Estrasburgo.

Em 26 de outubro de 2013 foi nomeado núncio apostólico na Venezuela, na sede de Caracas, e ordenado bispo em dezembro do mesmo ano. Em setembro de 2013, publicou o livro "Outra Europa é possível, Ideais cristãos e perspectivas para o Velho Continente", no qual recolheu as experiências e reflexões de quase 20 anos de serviço à Igreja na Europa.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade