PUBLICIDADE

Número de mortes em queda de prédio na Flórida sobe para 46

Demolição total do prédio fez com que as equipes conseguissem acessar novos espaços vazios; há ainda 94 pessoas desaparecidas

7 jul 2021 15h14
| atualizado às 15h51
ver comentários
Publicidade
Equipes de resgate buscam vítimas de desabamento de prédio em Surfside, na Flórida
REUTERS/Marco Bello
Equipes de resgate buscam vítimas de desabamento de prédio em Surfside, na Flórida REUTERS/Marco Bello
Foto: Reuters

O número de mortes na queda de parte de um prédio residencial em Surfside, nos arredores de Miami, aumentou para 46, informou a prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levina Cava.

Ao todo, 10 corpos foram resgatados pelas equipes entre a noite de terça-feira, 6, e a manhã desta quarta-feira, 7. Há ainda 94 pessoas desaparecidas.

De acordo com o corpo de bombeiros local, a demolição total do prédio, ocorrida no último domingo, 4), fez com que as equipes conseguissem acessar novos espaços vazios.

As buscas ocorrem há 14 dias e, segundo o chefe de bombeiros de Miami-Dade, Alan Cominsky, as equipe de buscas nos escombros não encontraram evidências de que haja sobreviventes até o momento.

"Como a magnitude desta catástrofe continua a crescer a cada dia desde o colapso, nossa comunidade e o mundo estão sofrendo com todas as famílias que estão passando por esta tragédia impensável", disse Cava.

Apesar da chuva na região, um efeito do fenômeno Elsa, as buscas no local continuam, após serem paralisadas por cerca de 30 minutos por causa de uma tempestade de raios.

O colapso no prédio ocorreu na madrugada do último dia 24 de junho, enquanto a maioria dos moradores estava dormindo. Dos 130 apartamentos nos 12 andares do Champlain Towers South, 80 eram ocupados e 55 desabaram, conforme as autoridades locais.

Logo depois da queda, 35 pessoas foram resgatadas com vida. Desde então, ninguém mais foi salvo.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade