0

Número de crianças pobres na Itália triplicou em 10 anos

ONG diz que 1,26 milhão de menores de idade foram contabilizados

21 out 2019
14h11
  • separator
  • 0
  • comentários

A ONG Save The Children informou nesta segunda-feira (21) que o número de crianças na pobreza na Itália triplicou nos últimos 10 anos.
    Segundo dados de 2018 divulgados pela ONG, mais de 1,26 milhão de crianças vivem na pobreza absoluta no país. Em 2008, o número era de 375 mil (3,7%).
    A Save The Children revelou que 563 mil destas crianças vivem na região sul da Itália. O norte do país registra 508 mil, enquanto o centro possui 192 mil.
    Os dados foram divulgados por ocasião do lançamento da campanha "Vamos iluminar o futuro", que visa combater a pobreza educacional. A ONG também informou que uma em cada sete crianças na Itália abandonou os estudos.
    De acordo com o relatório, a pobreza infantil na Itália "é um recorde absoluto entre os países europeus e viu um agravamento acentuado nos anos mais difíceis da crise econômica, entre 2011 e 2014, quando a taxa de crianças na pobreza passou de 5% para 10%".
    A pesquisa também apontou que cerca de 500 mil jovens com menos de 15 anos de idade crescem em famílias onde não consomem regularmente refeições proteicas e outros 280 mil são forçados a uma dieta pobre em proteínas e vegetais.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade