0

Nenhum acordo melhor é possível para o Brexit, dizem ministros da UE ao Reino Unido

19 nov 2018
08h06
atualizado às 08h15
  • separator
  • 0
  • comentários

A Alemanha e outros Estados membros da União Europeia disseram ao Reino Unido nesta segunda-feira que o esboço de seu acordo para o Brexit não pode ser renegociado.

Bandeiras da União Europeia e do Reino Unido são vistas em Londres 20/12/2017 REUTERS/Peter Nicholls
Bandeiras da União Europeia e do Reino Unido são vistas em Londres 20/12/2017 REUTERS/Peter Nicholls
Foto: Reuters

A primeira-ministra britânica, Theresa May, está lutando para manter vivo o acordo da semana passada e conseguir que seus termos sejam aprovados no Parlamento, em meio a críticas de políticos pró-Brexit, de unionistas da Irlanda do Norte e daqueles que querem laços mais próximos com a União Europeia.

"Nenhum acordo melhor do que o que está sobre a mesa pode ser alcançado", disse o ministro alemão para a Europa, Michael Roth. O ministro da Economia, Peter Altmaier, também rejeitou qualquer perspectiva de voltar à mesa de negociações.

Mais de dois anos depois que os britânicos escolheram deixar a União Europeia em um referendo em 2016, os dois lados chegaram a um acordo preliminar de separação e estão trabalhando em um esboço de seu relacionamento futuro.

Embora o destino do acordo permaneça incerto do lado britânico, a União Europeia está se preparando para uma cúpula no próximo domingo com o objetivo de oficializar o texto.

O bloco também está avançando em seu planejamento de emergência caso os dois lados não consigam chegar a um acordo para o Brexit e o Reino Unido deixe a União Europeia no dia 29 de março de 2019 com muito pouco organizado para lidar com as disrupções econômicas e demais.

"Qualquer acordo é melhor do que nenhum acordo", disse o ministro de Relações Exteriores de Luxemburgo, Jean Asselborn, a repórteres ao chegar em Bruxelas para reunião sobre o Brexit com ministros da UE. "Acho que é do interesse do Reino Unido e da União Europeia que esse acordo se torne realidade".

Didier Reynders, da Bélgica, ecoou essa opinião e Stef Blok, da Noruega, pediu que uma visão "ambiciosa" dos laços futuros entre o Reino Unido e a União Europeia seja adotada na declaração política que os lados estão trabalhando agora para acompanhar o acordo de separação.

"Espero que não precisemos reabrir as negociações", disse Ales Chmelar, da República Tcheca.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade