PUBLICIDADE

MP da Itália recorre contra absolvição de Berlusconi

Ex-premiê responde a processo por corrupção em atos judiciários

20 mai 2022 12h22
| atualizado às 13h16
ver comentários
Publicidade

O Ministério Público de Siena apresentou nesta sexta-feira (20) um recurso contra a absolvição do ex-premiê da Itália Silvio Berlusconi em um processo por manipulação de testemunhas.

Silvio Berlusconi com sua companheira, Marta Fascina, em Nápoles, 20 de maio de 2022
Silvio Berlusconi com sua companheira, Marta Fascina, em Nápoles, 20 de maio de 2022
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

No julgamento em primeiro grau, encerrado em outubro de 2021, o Tribunal de Siena absolveu o líder conservador e o pianista Danilo Mariani da acusação de corrupção em atos judiciários, embora o MP tivesse pedido a condenação de ambos a quatro anos de cadeia.

Berlusconi é acusado de subornar Mariani, pianista que participava das festas em suas mansões (apelidadas de "bunga-bunga"), para induzi-lo a prestar falso testemunho sobre noitadas com prostitutas. No entanto, o Tribunal de Siena considerou que os pagamentos não tinham como objetivo manipular o depoimento do músico.

Esse processo é conhecido na Itália como "Ruby ter" e também possui ramificações em outros tribunais do país. Os casos nasceram do processo "Ruby", no qual o ex-primeiro-ministro foi absolvido dos crimes de prostituição de menores e abuso de poder.

O nome faz referência à modelo ítalo-marroquina Karima el Mahroug, a Ruby, pivô do escândalo sexual que abalou a imagem de Berlusconi.

Entre 2010 e 2014, o ex-premiê teria gastado mais de 10 milhões de euros para manipular testemunhas em seus julgamentos, segundo o Ministério Público italiano.

Berlusconi já foi condenado em última instância por fraude fiscal, pena descontada com um ano de serviços sociais, e hoje é deputado do Parlamento Europeu.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade