0

Missão da UE visita Venezuela em preparação para eleições parlamentares

24 set 2020
20h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A União Europeia enviou uma missão à Venezuela em preparação para uma eleição parlamentar marcada para dezembro, anunciou o bloco nesta quinta-feira, enquanto o país se prepara para um pleito que deve ser boicotado por grande parte da população.

Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, discursa virtualmente durante sessão geral das Nações Unidas. 23/9/2020.  United Nations/Handout/via REUTERS
Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, discursa virtualmente durante sessão geral das Nações Unidas. 23/9/2020. United Nations/Handout/via REUTERS
Foto: Reuters

Dezenas de partidos de oposição estão se recusando a participar do processo eleitoral com a justificativa de que ele será fraudado para favorecer o Partido Socialista, do governo, embora um dos grupos de oposição já tenha dito que está buscando melhores condições para uma possível participação. 

"Uma missão da UE está em Caracas nesta semana para manter contatos com todas as partes interessadas (incluindo todas as principais forças políticas, sociedade civil, academia, setor privado e igrejas)", disse um porta-voz do bloco por e-mail. 

"Esta missão acontece no contexto das iniciativas contínuas para promover as condições democráticas mínimas antes das eleições legislativas". 

A UE anunciou que recebeu um convite para observar as eleições na Venezuela em dezembro, mas disse que o governo do presidente Nicolás Maduro ainda não atingiu "as condições mínimas" para permitir que isso aconteça até lá. 

Maduro respondeu que seria "impossível" adiar a votação. 

A atual legislatura é controlada pela oposição desde 2016 após uma vitória esmagadora um ano antes, mas a Suprema Corte do país, favorável ao governo, bloqueia quase todo projeto de lei aprovado pelo Congresso. 

Veja também:

Segunda onda de covid-19 na Europa
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade