4 eventos ao vivo

Ministro iraniano deve fazer proposta sobre acordo nuclear; EUA desconfiam

18 jul 2019
20h37
  • separator
  • 0
  • comentários

O Irã se ofereceu para ratificar um documento determinando inspeções mais invasivas em eu programa nuclear se os Estados Unidos abandonarem as sanções econômicas contra o país, disse o jornal inglês The Guardian na quinta-feira, em uma proposta que ainda tem a desconfiança dos Estados Unidos. 

Ministro das Relações Exteriores do Irã, Javad Zarif, chega para reunião na sede da ONU em Nova York
18/07/2019 REUTERS/Lucas Jackson
Ministro das Relações Exteriores do Irã, Javad Zarif, chega para reunião na sede da ONU em Nova York 18/07/2019 REUTERS/Lucas Jackson
Foto: Reuters

A oferta do Irã, apresentada por seu ministro de Relações Exteriores a jornalistas, era para ratificar imediatamente o Protocolo Adicional, que dá aos inspetores da ONU mais ferramentas para verificar que o programa nuclear do país é pacífico. 

Embora autoridades dos Estados Unidos sugiram que a ideia não é uma solução, ela poderia oferecer uma abertura para que o governo do presidente Donald Trump busque um caminho diplomático. 

"Se Trump quiser mais por mais, podemos ratificar o Protocolo Adicional e ele pode suspender as sanções que estabeleceu", disse o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, a jornalistas segundo o Guardian e outros veículos de imprensa. 

Entretanto, já que o Irã já estava implementando o protocolo e já ofereceu no passado ratificá-lo, não está claro se a proposta de Zarif representa uma concessão. 

Sob o acordo nuclear aceito por Teerã, o Irã deve buscar ratificação do Protocolo Adicional oito anos após o acordo ter sido implementado, mesmo tempo estabelecido para que os Estados Unidos buscassem o fim de muitas as sanções aplicadas ao Irã. 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade