0

Milhares protestam em Mali contra referendo que pode dar poderes extras ao presidente

15 jul 2017
14h00
  • separator
  • comentários

Milhares de pessoas foram para as ruas de Mali neste sábado para protestar contra um referendo que pode provocar mudanças constitucionais que dariam poderes adicionais ao presidente Ibrahim Boubacar Keita.

O governo de Mali atrasou a votação, que foi originalmente planejada para a semana passada, mas ainda planeja ir adiante com o referendo neste ano. Ativistas se dizem prejudicados com as disposições que permitam o presidente nomear um quarto do Senado e remover o primeiro-ministro.

A população de Mali ficou cada vez mais desiludida com o governo de Keita, já que a insegurança piorou significativamente no ano passado e está se espalhando além do deserto norte para o sul e centro, incluindo a capital Bamaco.

"Não precisamos de uma constituição revisada. Precisamos do Estado para liberar o norte e o centro do Mali e ter em conta as aspirações das pessoas", declarou o manifestante e conselheiro local Sonore Sidibe durante marcha.

As eleições presidenciais estão programadas para o fim de 2018, embora Keita não tenha dito se ele vai ou não concorrer.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade