4 eventos ao vivo

Lombardia manterá obrigação do uso de máscara até 14/7

Região é a mais afetada do país durante a pandemia de Covid

29 jun 2020
10h53
atualizado às 11h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O governador da região da Lombardia, Attilio Fontana, anunciou nesta segunda-feira (29) que manterá a obrigação do uso de máscaras faciais ao sair em público até o dia 14 de julho, ainda como uma forma de conter a propagação do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Uso de máscaras continuará sendo obrigatório na Lombardia até o dia 14 de julho
Uso de máscaras continuará sendo obrigatório na Lombardia até o dia 14 de julho
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

"Faz calor, muito calor, mas o parecer dos virologistas é de ainda manter a precaução anticontágio, primeiro de tudo, com o uso das máscaras. Mesmo com o desconforto da máscara, sobretudo no calor de julho, estou de acordo com a ideia de prosseguir com a sua manutenção até o dia 14 de julho. Como vocês podem ver, eu também estou usando, não sem sacrifício", escreveu o político em sua página no Facebook.

Fontana ressaltou ainda outras medidas necessárias para o momento, a higienização das mãos e o distanciamento social, e disse que as três ações conjuntas estão "nos dando uma resposta reconfortante".

Pouco antes da postagem nas redes sociais, o governador já havia informado aos jornalistas que prorrogaria a obrigatoriedade.

Caso o cidadão não tenha uma máscara para usar, é permitido colocar um xale para cobrir as vias respiratórias ao sair de casa. "Nós conversamos muito com tantos especialistas e acreditamos que por uma questão de precaução seja justo prosseguir nessa direção, visto que os números estão indo bem", falou aos repórteres após um evento da Fondazione Stelline de Milão.

O primeiro decreto de uso obrigatório das máscaras na Lombardia foi assinado em 5 de abril e, à época, valia por uma semana. No entanto, como a região continuou sendo a que mais registrava casos de contaminação pela Covid-19, a medida foi sendo renovada por diversas vezes.

A Lombardia registra 93.761 dos 240.310 casos do novo coronavírus na Itália e tem 16.639 das 34.738 vítimas registradas. Além disso, quatro das cinco províncias mais afetadas pela doença estão na região - Milão (1º), Brescia (3º), Bergamo (4º) e Cremona (5º). A única "intrusa" é Turim, no Piemonte, que fica na 2ª posição.

Veja também:

China responderá a sanções dos EUA
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade