PUBLICIDADE

Liberais autorizam negociações para formar governo na Alemanha

FDP, Verdes e SPD tentarão criar nova coalizão

18 out 2021 14h11
| atualizado às 14h50
ver comentários
Publicidade

Os afiliados ao Partido Liberal Democrático (FDP) autorizaram os líderes da sigla a negociar com o Partido Social-Democrata (SPD) e com Os Verdes uma coalizão que governe a Alemanha, anunciou o presidente da legenda, Christian Lindner, nesta segunda-feira (18).

Lindner falou que há 'diferenças', mas também 'chances' de coalizão ser formada
Lindner falou que há 'diferenças', mas também 'chances' de coalizão ser formada
Foto: EPA / Ansa - Brasil

"Vemos a chance, mas também os desafios na atual constelação política. Em intensas consultas, nós decidimos por unanimidade por iniciar as conversas e as tratativas para formar um governo. A Alemanha tem a necessidade de um governo estável", disse Lindner aos jornalistas.

Segundo o presidente do FDP, "há ainda muitas diferenças sobre o conteúdo" do programa de governo e que "não é para criar ilusões de que não ocorrerão avaliações diferentes no futuro". Porém, Lindner destacou que "há muitas chances" de dar certo se houver "tolerância e disponibilidade para pensar de maneira nova", pontuou.

O representante ainda afirmou que a presença dos liberais do governo vai garantir que haja "um governo de centro, sem um deslize para a esquerda".

Com a autorização do FDP, todos os três partidos foram liberados por seus membros a fazer as conversas formais para tentar formar um governo. No fim de semana, sociais-democratas e verdes também deram a liberação para seus líderes.

A coalizão, chamada de "semáforo" por conta das cores dos partidos - vermelho, amarelo e verde -, tentará ser a primeira tripartite da história da Alemanha - que desde o fim da Segunda Guerra Mundial é comandada por um ou dois partidos.

Se a parceria der certo, seria a primeira vez em 16 anos que a União Democrata Cristã (CDU), da chanceler alemã Angela Merkel, não governaria o país.

O resultado das urnas de 26 de setembro deu a vitória ao SPD, com 25,7%, e a CDU ficou na segunda colocação, com 24,1%. Já Os Verdes foram o terceiro partido mais votado, com 14,8%, e o FDP o quarto, com 11,5%.

Inicialmente, liberais e verdes conversaram com a CDU por considerar ter mais "afinidades" com a sigla de Merkel, mas as negociações não foram adiante. Então, as duas siglas passaram para as conversas exploratórias com o SPD e anunciaram que há a possibilidade de coalizão em 15 de outubro.

Agora, as negociações passam a ser formais, com debates de líderes e de comissões internas para a formação do novo governo. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade