0

Lares de New Hampshire são parada obrigatória para democratas em campanha presidencial

6 fev 2020
11h30
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O caminho da vitória na primária democrata crucial do Estado norte-americano de New Hampshire na terça-feira pode atravessar as salas de estar de pessoas como Gerri e Ron King.

Candidata democrata Elizabeth Warren fala a eleitores em uma casa em Amherst, New Hampshire 20/4/2019   REUTERS/Elizabeth Frantz
Candidata democrata Elizabeth Warren fala a eleitores em uma casa em Amherst, New Hampshire 20/4/2019 REUTERS/Elizabeth Frantz
Foto: Reuters

Em um final de semana recente, o casal preparou tortas de amora e assou um presunto para receber amigos e estranhos em sua casa de Concord para ouvir o pré-candidato presidencial democrata Deval Patrick.

A tradição política de New Hampshire, conhecida como festa caseira, é uma ocasião íntima e sem filtros que lembra mais uma reunião familiar do que uma parada de campanha.

Os King as realizam há mais de 15 anos.

Nesta eleição eles já receberam ao menos 12 presidenciáveis democratas, inclusive Pete Buttigieg, ex-prefeito de South Bend, em Indiana, e o senador Cory Booker, que desde então desistiu da corrida.

A cultura das festas caseiras de New Hampshire é um aceno a uma época mais simples, indo de encontro aos grandes comícios, aos anúncios de milhões de dólares e às operações em redes sociais que definem a política moderna.

É inspirada na primária estadual, que é a primeira da nação e na qual os pré-candidatos circulam por restaurantes, ginásios e livrarias do Estado antes da votação.

Como os resultados incertos e incompletos do caucus do Iowa mostram Buttigieg com uma vantagem apertada sobre Bernie Sanders, senador do Vermont, a primária de New Hampshire ganha ainda mais importância.

"Eles têm que enfrentar perguntas duras e mostrar sua personalidade. Descobrimos rapidamente se um candidato só fala da boca para fora", disse Dick Henry, consultor de energia, de 72 anos, que comparece às festas caseiras com frequência.

Embora Patrick, ex-governador do vizinho Massachusetts, mal tenha aparecido nas pesquisas de opinião, cerca de 50 pessoas foram à casa dos King para o evento. Os convidados se sentaram em sofás e nas escadas, bebendo café e comendo as pilhas de comida à disposição na sala de jantar.

A multidão que foi ver Buttigieg foi tamanha, disse Gerri King, que sua equipe teve que colocar a mobília na garagem e recusar convidados.

À sua maneira, as festas caseiras podem consagrar ou destruir um pré-candidato. Marsha Mackey, professora aposentada de 72 anos, disse que era fã do ex-pré-candidato democrata Beto O'Rourke, mas que mudou de ideia depois de vê-lo em uma reunião pequena.

"Ele era muito travado, muito calculado. Realmente perdi o interesse por ele depois daquilo", contou.

Veja também:

Bilby, o estranho animal com 'orelhas de coelho' que volta à natureza após quase desaparecer
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade