PUBLICIDADE

Juiz nega anulação de processo contra príncipe Andrew por abuso

Membro da realeza terá que fazer acordo ou enfrentar julgamento

12 jan 2022 12h41
| atualizado às 12h50
ver comentários
Publicidade

O juiz norte-americano Lewis Kaplan, de um tribunal de Nova York, rejeitou o pedido de anulação de um processo por abuso sexual supostamente cometido pelo príncipe Andrew nesta quarta-feira (12), informa a mídia do país.

Príncipe Andrew terá que responder a processo por abuso sexual de Giuffre
Príncipe Andrew terá que responder a processo por abuso sexual de Giuffre
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Com isso, o membro da realeza britânica irá a julgamento ou precisará fazer um acordo para encerrar a ação judicial.

As acusações são de Virginia Giuffre e vieram a público em agosto do ano passado. Nas denúncias, ela afirma que Andrew a abusou em três acusações quando tinha 17 anos, há cerca de 20 anos, em Londres, Nova York e nas Ilhas Virgens Britânicas.

Ainda conforme Giuffre, o príncipe sabia que ela era um das mulheres traficadas pelo bilionário Jeffrey Epstein, que se matou na prisão em 2019, após ser condenado por seus crimes.

Andrew sempre negou as acusações e entrou com a ação com base em um acordo que teria sido feito entre Giuffre e Epstein em 2009 para que ela não denunciasse mais os abusos que sofreu. O documento foi revelado pela mídia norte-americana no início desse mês e a vítima teria recebido US$ 500 mil por seu silêncio.

No fim de semana, a mídia britânica havia noticiado que, segundo fontes da realeza, a rainha Elizabeth II proibiu que dinheiro da família fosse usado na defesa de Andrew, que teria que arcar com as consequências sozinho. Ainda conforme as publicações, os membros da realeza estariam "furiosos" com a situação. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade