3 eventos ao vivo

Johnson larga na frente na disputa pela sucessão de May

Ex-prefeito de Londres recebeu 114 votos na primeira votação

13 jun 2019
09h50
atualizado às 10h08
  • separator
  • 0
  • comentários

O ex-secretário das Relações Exteriores Boris Johnson saiu na frente na disputa pela sucessão de Theresa May no comando do Partido Conservador e, por consequência, no cargo de primeiro-ministro do Reino Unido.

Boris Johnson liderou campanha pelo Brexit em 2018
Boris Johnson liderou campanha pelo Brexit em 2018
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Em uma votação entre parlamentares da legenda nesta quinta-feira (13), Johnson recebeu 114 votos, 71 a mais que o segundo colocado, Jeremy Hunt, atual chefe da diplomacia britânica, com 43.

Em seguida aparecem o secretário de Meio Ambiente Michael Gove (37), o ex-secretário para a Saída da União Europeia Dominic Raab (27), o secretário do Interior Sajid Javid (23), o secretário da Saúde Matt Hancock (20), e o secretário do Desenvolvimento Internacional Rory Stewart (19).

A votação, realizada na Câmara dos Comuns, também decretou a eliminação de três candidatos que não atingiram a cláusula de barreira de 5% dos votos: a ex-líder do governo no Parlamento Andrea Leadsom (11), o ex-ministro da Imigração Mark Harper (10) e a ex-secretária do Trabalho Esther McVey (nove).

"Estou feliz por ter vencido a primeira votação, mas ainda temos um longo caminho pela frente", disse Johnson. Os parlamentares conservadores realizarão uma segunda votação na semana que vem, e os dois mais bem colocados disputarão a preferência dos filiados do partido, provavelmente no fim do mês.

O nome do sucessor de Theresa May deve ser anunciado na semana de 22 de julho. Johnson, também ex-prefeito de Londres, rompeu com a primeira-ministra por discordar de sua abordagem nas negociações do Brexit.

Ele foi um dos principais cabos eleitorais da campanha para tirar o país da União Europeia e ameaça sair do bloco sem acordo e sem pagar as 39 bilhões de libras esterlinas acordadas entre Londres e Bruxelas.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade