PUBLICIDADE

'Jogo ainda não terminou', diz Salvini sobre eleições nos EUA

Italiano aguardará resultado oficial para parabenizar vencedor

9 nov 2020 19h29
| atualizado às 19h38
ver comentários
Publicidade

O ex-ministro do Interior da Itália e líder do partido Liga, de extrema-direita, Matteo Salvini, afirmou nesta segunda-feira (9) que irá esperar os "resultados oficiais" das eleições americanas para parabenizar o vencedor, porque "o jogo ainda não terminou".

Italiano fez campanha eleitoral para Donald Trump
Italiano fez campanha eleitoral para Donald Trump
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

"Eleições nos Estados Unidos, em democracia quem ganha tem sempre razão e mal posso esperar para dar os parabéns ao novo presidente, mas gostaria de fazer com base nos resultados oficiais, não nos divulgados pela TV e pelas agências de notícias", escreveu o político, que declarou apoio explícito ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

#Salvini: Elezioni USA, in democrazia chi vince ha sempre ragione e non vedo l?ora di congratularmi con il nuovo presidente, ma vorrei farlo sulla base di risultati ufficiali, non di quelli proclamati da tv e agenzie di stampa. #quartarepubblica

? Matteo Salvini (@matteosalvinimi) November 9, 2020

Para Salvini, "o jogo ainda não terminou" e é preciso aguardar a apuração completa dos votos em todos os estados.

"Uma vez que não Salvini, mas os americanos deram a Trump mais de 70 milhões de votos e que em alguns estados o jogo ainda não acabou, até que haja meia sombra de dúvida, é melhor esperar", acrescentou.

#Salvini: Visto che non Salvini ma gli americani hanno dato a @realDonaldTrump oltre 70 milioni di voti e che in alcuni Stati la partita non è ancora conclusa, fino a che c?è mezza ombra di dubbio è saggio aspettare. #QuartaRepubblica #Trump #ElectionResults2020

? Matteo Salvini (@matteosalvinimi) November 9, 2020

No último dia 5 de novembro, assim como o republicano, o italiano já havia denunciado supostas fraudes na contagem de votos nos EUA, mas sem apresentar quaisquer provas. Salvini ressaltou que Trump faz bem em "conferir voto por voto".

De acordo com as projeções americanas, Joe Biden foi eleito com pelo menos 290 delegados no colégio eleitoral. Trump, por sua vez, não reconheceu a vitória do democrata e, a partir de ações judiciais, tenta provar que houve fraude no processo eleitoral, sem apresentar provas.

Hoje, inclusive, a porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, também fez acusações contra o Partido Democrata durante coletiva de imprensa. "Essa eleição não terminou, está longe disso", disse McEnany. "Acabamos de começar um processo que vai mostrar uma contagem precisa e honesta de votos".

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade