PUBLICIDADE

Italiana é condenada por 'ofensas' ao Islã no Marrocos

Jovem de 23 anos fez post no Facebook considerado ofensivo

19 jul 2021 14h07
| atualizado às 14h19
ver comentários
Publicidade

O caso de uma ítalo-marroquina de 23 anos condenada a três anos e meio de prisão por "ofensas" aos Islã continua rendendo politicamente na Itália e já há o pedido para que o governo de Roma intervenha na situação.

Italiana foi condenada por publicar post com sátira ao Corão
Italiana foi condenada por publicar post com sátira ao Corão
Foto: AFP / Ansa - Brasil

Segundo o jornal "Il Post", a jovem Ikram Nazih nasceu na cidade italiana de Vimercate e, atualmente, vive em Marselha, na França, para estudar. No último dia 20 de junho, ela foi presa ao desembarcar em Casablanca, no Marrocos, quando iria passar férias com familiares.

Cerca de uma semana depois, Nazih foi condenada à prisão por um tribunal local e pagamento de multa por ter "ofendido publicamente" o Islã ao postar uma sátira a uma passagem do Corão em sua conta no Facebook. A postagem, feita em 2019, foi apagada, mas uma associação islâmica fez um print e denunciou a jovem à Justiça.

Em entrevista ao jornal "La Repubblica", o embaixador italiano no Marrocos, Armando Barucco, afirmou que "está seguindo o caso" e que está em contato direto com a família da jovem. O representante ressaltou, porém, que não houve uma comunicação oficial do governo marroquino.

Já o deputado da Liga, Massimiliano Capitanio, afirmou que vai abrir um questionamento parlamentar para que Roma intervenha oficialmente para que a jovem seja libertada.

Até mesmo representantes da comunidade islâmica tradicional do Marrocos fizeram um apelo para que o rei Mohammed VI conceda a "graça real" para que Nazih sejam colocada em liberdade. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade