1 evento ao vivo

Itália resgata migrantes e pede a outros países para abrigá-los, diz fonte

14 jul 2018
12h40
  • separator
  • 0
  • comentários

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, está tentando encontrar países dispostos a abrigar cerca de 450 migrantes resgatados de um barco superlotado no Mar Mediterrâneo no sábado, disse uma fonte do gabinete do premiê.

Um navio operado pela Frontex, agência de fronteiras da União Europeia, e um navio da receita federal da Itália resgataram os migrantes perto da ilha italiana de Linosa e a mais de 100 milhas náuticas de Malta, que rejeitou a pressão de Roma na sexta-feira para resgatá-lo.

O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, de extrema-direita, está liderando uma campanha para excluir navios de ajuda humanitária dos portos italianos e disse que os migrantes não poderão pisar em solo italiano.

Oito dos migrantes que precisavam de assistência médica foram levados à ilha italiana de Lampedusa para tratamento, disse a fonte.

A fonte que pediu para não ser identificada, disse que Salvini havia falado com Conte pelo telefone sobre como solucionar a situação.

"Os migrantes podem ser distribuídos imediatamente entre os países europeus, ou a Itália vai contatar a Líbia para enviá-los de onde vieram", disse a fonte.

Uma terceira opção seria deixar os migrantes nos navios temporariamente, enquanto seus pedidos de asilo são avaliados, disse a fonte.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade