1 evento ao vivo

Itália prende terrorista que queria repetir Utoya e Christchurch

Jovem de extrema direita se autodeclarava um 'incel'

22 jan 2021
08h03
atualizado às 08h15
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A polícia da Itália prendeu nesta sexta-feira (22) um jovem de 22 anos de idade acusado de promover o terrorismo de extrema direita.

Viatura da Arma dos Carabineiros, a polícia militar italiana
Viatura da Arma dos Carabineiros, a polícia militar italiana
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O suspeito, residente de Savona, no noroeste do país, é acusado de ter constituído um grupo com fins terroristas e de ter praticado propaganda e instigação à delinquência motivada por discriminação racial.

Segundo os investigadores, o suspeito se inspirava no grupo supremacista branco americano Atomwaffen Division e nas organizações paramilitares nazistas. Ele teria inclusive criado um chat onde instigava atos de violência contra judeus e uma revolta contra o "Estado ocupado pelos sionistas".

O suspeito também declarava a vontade de repetir os atentados de Utoya (2011) e Christchurch (2019), que deixaram 77 e 51 mortos na Noruega e na Nova Zelândia, respectivamente. Os dois ataques foram cometidos por terroristas de extrema direita.

Além disso, o jovem, que é um autodeclarado "incel" (celibatário involuntário), encorajava tiroteios em escolas e atos de violência contra mulheres.

A polícia também realizou operações de busca e apreensão contra pessoas ligadas ao suspeito em diversas cidades da Itália, como Turim, Cagliari, Gênova, Palermo e Bolonha.

Veja também:

Carneiro selvagem é libertado de sua própria lã
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade