0

Itália prende 10 pessoas por corrupção durante pandemia

Entre os presos, há empresários e funcionários públicos

22 mai 2020
11h16
atualizado às 11h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Uma megaoperação da Guarda de Finanças da Itália revelou um esquema de corrupção entre empresários e funcionários públicos, especialmente na região da Sicília, durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) e levou 10 pessoas para a cadeia nesta quinta-feira (21).

Esquema de corrupção levou 10 pessoas para a cadeia na região da Sicília
Esquema de corrupção levou 10 pessoas para a cadeia na região da Sicília
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

De acordo com as investigações, foram desviados cerca 1,8 milhão de euros em licitações que, ao todo, somavam 600 milhões de euros da secretaria da Saúde na região durante o período mais intenso da crise sanitária.

O diretor-geral da Agência Sanitária Provincial (ASP) de Trapani, Fabio Damiani, e o diretor-geral da ASP de Agrigento, Salvatore Manganaro, foram encaminhados para um presídio. Já os outros oito acusados vão cumprir a prisão domiciliar, caso do atual coordenador da estrutura regional para a emergência Covid-19, Antonio Candela, e de sete empresários com atuação em diversas cidades do país.

Todos responderão por diversos crimes ligados à corrupção, como apropriação indébita, atos contrários aos deveres de ofício, entre outros.

Na mesma operação, foram feitas buscas em sete empresas com sede na Sicília e na Lombardia, além da apreensão de 160 mil euros.

Veja também:

Coronavírus: experimento japonês mostra rapidez com que vírus se espalha em restaurante
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade