PUBLICIDADE

Itália passa de 36 mil casos pela 1ª vez desde novembro de 2020

Foram 146 mortes confirmadas em 24 horas

22 dez 2021 13h48
| atualizado às 14h18
ver comentários
Publicidade

A Itália registrou 36.293 novos casos de Covid-19, totalizando 5.472.469 contágios, informou o boletim diário do Ministério da Saúde nesta quarta-feira (22). O número é o mais alto desde 20 de novembro de 2020, quando foram 37.242 infecções.

Itália vive alta de casos e mortes na pandemia
Itália vive alta de casos e mortes na pandemia
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Com isso, a média móvel dos últimos sete dias continua a subir e chegou a 27.195, alta de 75% na comparação com o mesmo dia da última semana.

Foram ainda 146 mortes, elevando para 136.077 as vítimas da crise sanitária. A região da Sicília voltou a informar uma revisão dos dados e destacou que 17 mortes notificadas nesta quarta ocorreram entre 20 de novembro e 21 de dezembro.

Também nesse caso há aumento na média móvel dos últimos sete dias, que chegou a 128 - alta de 66% na comparação com o mesmo dia da semana passada.

Os casos ativos, que descontam mortes e curas, continuam a subir e chegaram a 402.729 sendo que a grande maioria (393.175) estão em isolamento domiciliar.

Houve ainda alta nas internações não graves (8.544 contra 8.381 da terça-feira), mas as hospitalizações em unidades de terapia intensiva (UTIs) tiveram a primeira queda desde 12 de novembro: são 1.010 internados contra 1.012 um dia antes.

Foram realizados ainda 779.303 testes realizados no país, cerca de 120 mil a menos do que no dia anterior, com uma taxa de positividade de 4,6%.

No entanto, o que preocupa as autoridades é o aumento de internações de crianças por conta da Covid-19. Segundo a Federação Italiana das Agências Sanitárias e Hospitalares (Fiase), a internação dos pequenos aumentou 96% na semana entre 14 e 21 de dezembro.

Todas as internações são de crianças com menos de 12 anos, que só foram incluídas na campanha de vacinação a partir de 16 de dezembro, e metade delas têm pais que não foram vacinados.

Nesta quarta, a Itália passou da marca de 100 mil crianças de 5 a 11 anos imunizadas, o que representa cerca de 3% do total. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade