0

Itália marca referendo sobre redução do Parlamento para 20 e 21/9

Projeto diminui o número de parlamentares em um terço

15 jul 2020
08h03
atualizado às 08h48
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O governo da Itália aprovou na madrugada desta quarta-feira (15) a convocação para 20 e 21 de setembro do referendo sobre a reforma constitucional que reduz em um terço o número de parlamentares no país.

Plenário do Senado da Itália, em Roma
Plenário do Senado da Itália, em Roma
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A consulta popular estava prevista para 29 de março, mas teve de ser adiada por causa da pandemia do coronavírus Sars-CoV-2. A votação acontecerá nos mesmos dias de eleições supletivas para o Parlamento e será distribuída em duas datas para reduzir aglomerações.

O referendo decidirá sobre uma reforma que reduz a quantidade de deputados de 630 para 400 e a de senadores de 315 para 200 (sem contar os cinco vitalícios). A medida também corta o número de parlamentares eleitos no exterior de 18 (12 deputados e seis senadores) para 12 (oito deputados e quatro senadores).

Ainda não se sabe como será a nova distribuição de representantes da comunidade italiana nos outros países. Atualmente, a América do Sul conta com quatro deputados e dois senadores.

O projeto é uma bandeira do antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), dono da maior bancada no Parlamento. Sua tramitação começou no primeiro governo do premiê Giuseppe Conte, em aliança com a ultranacionalista Liga, mas terminou apenas em sua segunda gestão, agora em coalizão com a centro-esquerda.

Veja também:

Explosão no Líbano: BBC visita epicentro do desastre no porto de Beirute
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade