0

Itália doa 300 mil euros para combater surto de ebola na RDC

Número de casos no país africano já passa de 30

11 mai 2018
14h28
atualizado às 15h22
  • separator
  • 1
  • comentários

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Angelino Alfano, determinou nesta sexta-feira (11) a destinação de 300 mil euros para combater o novo foco de ebola na República Democrática do Congo (RDC).

Entre 2014 e 2015, epidemia de ebola matou 11,3 mil na África Ocidental
Entre 2014 e 2015, epidemia de ebola matou 11,3 mil na África Ocidental
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Segundo nota da Farnesina, a contribuição é uma "resposta ao apelo humanitário da Organização Mundial da Saúde [OMS]". A entidade sanitária disse nesta sexta que está "se preparando para os piores cenários" no país africano.

O diretor para respostas a emergências da OMS, Peter Salama, acrescentou que em breve a RDC deve dar autorização oficial para o uso de uma vacina experimental. Entre os dias 4 e 9 de maio, de acordo com o último balanço da entidade, houve dois casos de ebola confirmados no país, 18 prováveis e 12 suspeitos.

Por enquanto, o surto está restrito ao território de Bikoro, no noroeste da RDC, perto da fronteira com a República do Congo. A contagem da OMS também aponta 18 mortos. O vírus ebola é endêmico no país e altamente contagioso. Seus principais sintomas são febre, hemorragias, diarreia, dor abdominal, muscular e nas articulações.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 1
  • comentários
publicidade