PUBLICIDADE

Itália chega a 100 milhões de vacinas anti-Covid aplicadas

Quase 80% da população já concluiu primeiro ciclo de imunização

9 dez 2021 07h57
| atualizado às 09h51
ver comentários
Publicidade

A Itália ultrapassou nesta quinta-feira (9) a marca de 100 milhões de vacinas anti-Covid aplicadas desde o início da campanha nacional de imunização, no fim de dezembro de 2021.

Centro de vacinação contra Covid em Brescia, norte da Itália
Centro de vacinação contra Covid em Brescia, norte da Itália
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Segundo o Ministério da Saúde, já foram administradas pelo menos 100.083.572 doses, o que corresponde a 95,2% das 105,2 milhões de unidades entregues ao país até o momento.

Ainda de acordo com o governo, 45,8 milhões de pessoas, o equivalente a 77% da população (85% do público com 12 anos ou mais), tomaram as duas doses da AstraZeneca, da Pfizer ou da Moderna ou a dose única da Janssen e completaram o primeiro ciclo de imunização.

47,5 milhões de pessoas (80% da população e 88% do público-alvo) tomaram pelo menos uma dose, enquanto 9,9 milhões (17% da população) já receberam a vacina de reforço, que desde 1º de dezembro está disponível para todos os adultos.

Enfrentando um momento de crescimento nos novos casos de Covid-19, a Itália exige certificado sanitário de vacinação, cura ou testagem para acesso a praticamente todas as atividades, incluindo locais de trabalho.

Além disso, desde o último dia 6 de dezembro, pessoas não vacinadas ou que não tenham se curado há menos de seis meses não podem mais frequentar eventos esportivos, shows, casas noturnas e áreas cobertas de bares e restaurantes.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade