0

Itália atualiza regras para manter sigilo sobre fetos abortados

Lápides deverão ter apenas marcação numérica

25 nov 2020
12h27
atualizado às 12h37
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Itália atualizou as normas de enterro de fetos abortados para garantir a privacidade e o sigilo das mulheres que realizaram a interrupção da gravidez, informou nesta quarta-feira (25) a presidente da Comissão de Igualdade de Oportunidades, Gemma Guerini.

Lápides só devem ter número e não dados da mulher, diz nova regra
Lápides só devem ter número e não dados da mulher, diz nova regra
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Segundo as novas regras, as lápides deverão apenas conter um número, que será relacionado a um registro do cemitério com os dados da mulher. A mudança foi feita após algumas mulheres terem visto, há alguns meses, seus nomes em cruzes no local de enterro dos fetos no cemitério Flaminio, de Roma.

A interrupção voluntária da gestação é permitida pela lei 194 de 1978 e, a partir de 2009, o aborto via medicamentosa também foi liberado.

Em agosto deste ano, uma nova diretriz do Ministério da Saúde autorizou a prática através do uso do remédio RU-486, até a nona semana de gestação, sem a necessidade de internação médica. .
   

Veja também:

Coronavírus, 1 ano depois: de 'pneumonia desconhecida' a quase 2 milhões de mortos
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade