PUBLICIDADE

Itália arquiva processo contra 'paciente nº 1' de Covid-19

Mattia Maestri foi investigado por epidemia culposa

28 out 2021 15h08
| atualizado às 15h26
ver comentários
Publicidade

A Justiça de Lodi, na Itália, arquivou o processo contra Mattia Maestri, considerado o "paciente nº 1" da pandemia de Covid-19 no país, informou a Procuradoria local nesta quinta-feira (28).

Mattia Maestri foi o primeiro caso de italiano contaminado com a Covid-19
Mattia Maestri foi o primeiro caso de italiano contaminado com a Covid-19
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O italiano foi investigado por epidemia culposa, mas a ação foi arquivada porque não foram constatadas violações.

A investigação, que durou um ano e meio, analisava se Maestri teria mentido para os médicos do hospital de Codogno ao falar sobre as pessoas com quem teve contato.

O italiano foi ao pronto socorro com febre e foi diagnosticado como uma pneumonia leve e enviado para casa. As suas condições pioraram e ele voltou para o hospital de Codogno, onde acabou sendo internado na unidade de terapia intensiva (UTI).

No local, a anestesista Annalisa Malara decidiu fazer um teste para a Covid-19 após a esposa de Mattia informar que ele tinha estado jantado recentemente com um amigo que voltou da China.

Em 20 de fevereiro de 2020, Maestri deu positivo para o coronavírus Sars-CoV-2, sendo o primeiro do país a ter um exame confirmando a doença. O amigo em questão, dias depois, deu negativo para o Sars-CoV-2. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade