PUBLICIDADE

Itália apreende mais de 4 milhões de euros em bens da máfia

Operação atingiu inclusive parentes de Salvatore Riina

16 out 2021 10h34
| atualizado às 10h37
ver comentários
Publicidade

Três ações policiais diferentes neste sábado (16) apreenderam e sequestraram pouco mais de 4,1 milhões de euros (cerca de R$ 26 milhões) em bens e contas bancárias de mafiosos na Itália, informou o Tribunal de Palermo.

A maior parte do valor, cerca de 3,5 milhões, veio de ações contra Salvatore Grizzafi e Gaetano Riina, sobrinho e irmão, respectivamente, do famoso "chefe dos chefes" Salvatore Totò Riina, que morreu em 2017.

Os outros dois atingidos são Rosario Salvatore Lo Bue, conhecido como Saro Chiummino, seu filho Leoluca e também Giampiero Pitarresi.

A operação chegou ao fim após uma longa investigação que visava garantir ao Estado os patrimônios adquiridos ilicitamente ainda enquanto Riina era vivo. Entre o que foi retomado, estão terrenos, empresas, apartamentos e carros.

Lo Bue era considerado um dos líderes do clã Corleonesi, da Cosa Nostra, e era o responsável pelo contato de "alto escalão" com Riina e Grizzafi, sendo quem adquiria os empreendimentos.

Todos os afetados pelas operações hoje já estão presos e condenados, alguns com perpétua, por crimes cometidos ao longo das últimas décadas, que vão desde associação mafiosa a assassinatos. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade