1 evento ao vivo

Investigadores russos dizem que 9 mineiros presos devem ter morrido

22 dez 2018
17h18
  • separator
  • 2
  • comentários

Nove mineiros que ficaram presos pela fumaça dentro de uma mina da produtora russa de potássio Uralkali provavelmente morreram, disse o Comitê Investigativo da Rússia neste sábado.

A Uralkali, uma das maiores produtoras de potássio do mundo, afirmou que uma operação de resgate havia sido iniciada após um acidente numa mina de Solikamsk, a cerca de 1.500 quilômetros a noroeste de Moscou.

O Comitê Investigativo, que investiga grandes crimes, afirmou que oito mineiros haviam conseguido escapar, mas nove continuavam desaparecidos.

"Não há contato com aqueles que ficaram no subsolo", disse em comunicado.

O Comitê afirmou ter aberto um processo criminal "por haver fundamentos suficientes para acreditar que as pessoas, que estavam na área da fumaça, morreram."

A indústria mineradora russa tem sido afetada por acidentes há anos. Em fevereiro de 2016, 36 mineiros e trabalhadores do resgate morreram em uma mina de carvão acima do círculo ártico.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 2
  • comentários
publicidade