2 eventos ao vivo

Incêndio destrói 200 hectares de parque nacional na Itália

Bombeiros tentam conter fogo há mais de 24 horas

31 jul 2020
12h37
atualizado às 13h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um incêndio de enormes proporções na região de Abruzzo, na parte central da Itália, já queimou mais de 200 hectares de uma área que envolve o Parque Nacional Gran Sasso e Monti della Laga e a província de L'Aquila.

Os bombeiros atuam na região há mais de 24 horas e tentam conter o fogo que, conforme tudo aponta, teve origem dolosa.

Os carabineiros locais informaram que encontraram vestígios que mostram que o incêndio foi causado propositalmente e as provas estão sob proteção tanto dos militares como dos bombeiros, que farão um relatório com tudo que foi encontrado e entregarão para a Procuradoria de L'Aquila.

Em postagem no Twitter, os bombeiros informaram que há quatro aviões, um helicóptero e diversas equipes atuando na região para tentar apagar os focos de incêndio. Os profissionais estão atuando também nos bairros de Cansatessa, Arischia e Pizzolli na cidade de L'Aquila.

Por conta do tempo seco e das altas temperaturas no território italiano - que inclusive geraram uma série de alertas vermelhos no país -, o fogo está se espalhando com rapidez.

Conforme uma estimativa divulgada pela Confederação Nacional dos Cultivadores Diretos (Coldiretti), com base em informações do Sistema Europeu de Informações sobre Incêndios Forestais (Effis), o segundo semestre deve ser o mais quente da Itália desde o ano de 1800, com temperaturas 1,1º Celsius mais altas do que a média.

A entidade italiana estima que sejam necessários 10 anos para que áreas destruídas pelo fogo consigam ser completamente regeneradas, afetando tanto a agricultura como setores do turismo e do comércio das pequenas cidades da área. .
   

Veja também:

Explosão no Líbano: BBC visita epicentro do desastre no porto de Beirute
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade