PUBLICIDADE

Homem mata própria família e comete suicídio na Itália

Crime foi cometido por uma disputa pela herança

26 jan 2022 11h35
| atualizado às 11h50
ver comentários
Publicidade

Em um crime que chocou a Itália nesta quarta-feira (26), um homem assassinou o próprio irmão, a cunhada e os dois sobrinhos, um de 15 e outro de 11 anos de idade, e depois cometeu suicídio na cidade de Licata, na região da Sicília.

Assassino tirou a própria vida durante o telefonema com os agentes da polícia
Assassino tirou a própria vida durante o telefonema com os agentes da polícia
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O caso, que provocou comoção em todo território italiano, aconteceu em uma residência na via Riesi. De acordo com a polícia local, Angelo Tardino, de 48 anos, matou os seus parentes por causa de uma herança de família.

As autoridades informaram que Tardino sacou uma arma de fogo durante a discussão e iniciou os disparos. Na sequência, o assassino se afastou do local do crime, mas a polícia conseguiu contatá-lo por telefone.

Quando o criminoso estava próximo de ser convencido a se entregar, Tardino pegou uma segunda arma e atirou contra a própria cabeça enquanto falava no telefone com os agentes.

A polícia descobriu a localização de Tardino e os médicos perceberam que o homem ainda estava respirando. As equipes de resgate o levaram às pressas para o Hospital Sant'Elia, em Caltanissetta, mas o assassino não resistiu aos ferimentos.

Com base nos depoimentos de alguns vizinhos, a polícia acredita que Tardino matou o irmão Diego, de 45 anos, a cunhada Alexandra e os dois sobrinhos por causa da divisão de algumas terras agrícolas da família. As investigações das autoridades seguem em andamento em Licata. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade