PUBLICIDADE

Hiroshima sediará cúpula de líderes do G7 em 2023

Cidade é a primeira na história atacada com bomba nuclear

23 mai 2022 13h44
| atualizado às 14h35
ver comentários
Publicidade

A cidade japonesa de Hiroshima, alvo de uma bomba nuclear lançada pelos Estados Unidos no fim da Segunda Guerra Mundial, sediará a cúpula de líderes do G7 em 2023.

Fumio Kishida após reunião com o presidente dos EUA, Joe Biden
Fumio Kishida após reunião com o presidente dos EUA, Joe Biden
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O anúncio foi feito nesta segunda-feira (23) por Fumio Kishida, primeiro-ministro do Japão, país que herdará a presidência do grupo no ano que vem.

De acordo com o premiê, que divulgou a novidade durante a visita oficial do presidente dos EUA, Joe Biden, o objetivo é tornar Hiroshima um "símbolo de paz" e fazer um alerta contra a escalada armamentista no mundo.

A cidade é a primeira na história a ser atingida por uma bomba atômica, seguida pouco depois por Nagasaki, ataques que deixaram cerca de 140 mil mortos e decretaram o fim da Segunda Guerra.

Antes da reunião em Hiroshima, os líderes do G7 ainda terão uma cúpula neste ano, na Alemanha, entre 26 e 28 de junho.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade