PUBLICIDADE

Hackers russos lançam novo ataque a instituições italianas

Portais de ministérios estão entre os alvos

20 mai 2022 12h07
| atualizado às 13h16
ver comentários
Publicidade

Um ataque cibernético reivindicado por hackers russos atingiu os sites de diversas instituições governamentais da Itália na noite da última quinta-feira (19).

Sede do Ministério das Relações Exteriores da Itália, em Roma
Sede do Ministério das Relações Exteriores da Itália, em Roma
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Entre os alvos estão os portais dos ministérios das Relações Exteriores, da Educação e da Cultura, além da Agência Alfandegária e do Conselho Superior de Magistratura (CSM), órgão de autogoverno do poder Judiciário.

A ação foi reivindicada pelo coletivo russo Killnet, que disse no Telegram que seu objetivo era "liquidar o sistema italiano de informação" durante um ataque previsto para durar 48 horas.

O grupo listou cerca de 50 alvos, incluindo também sites de empresas e de veículos de imprensa. "Fogo em tudo", escreveram os hackers no aplicativo de mensagens. Apenas o sistema de saúde pública seria poupado, de acordo com o Killnet.

Nos últimos dias, hackers russos já haviam atacado sites da Polícia de Estado e do Senado. As ações são do tipo DDoS, que consiste no envio em massa de falsos pedidos de acesso a sistemas informáticos para sobrecarregá-los e tirá-los do ar.

O departamento antiterrorismo do Ministério Público de Roma abriu um inquérito para apurar o caso. "Os instrumentos e anticorpos são elevados, então a reação até agora tem sido muito rápida e atenta", garantiu o ministro da Defesa da Itália, Lorenzo Guerini.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade