PUBLICIDADE

Guarda de fronteira da Polônia relata mais incidentes na fronteira com Belarus

24 nov 2021 11h03
| atualizado às 11h24
ver comentários
Publicidade

Imigrantes tentaram abrir caminho à força pela cerca da fronteira entre a Polônia e Belarus em ao menos dois pontos na noite de terça-feira, disse a Guarda de Fronteira polonesa, e as tensões permanecem no local em meio a uma ofensiva diplomática do primeiro-ministro polonês.

Migrante deixa tenda depois de tomar banho perto de Bruzgi, na fronteira Belarus-Polônia, na região de Grodno (Belarus)
 24/11/2021 REUTERS/Kacper Pempel
Migrante deixa tenda depois de tomar banho perto de Bruzgi, na fronteira Belarus-Polônia, na região de Grodno (Belarus) 24/11/2021 REUTERS/Kacper Pempel
Foto: Reuters

Embora o número de imigrantes na fronteira diminua, o governo polonês diz que incidentes recorrentes mostram que Minsk pode ter mudado de tática, mas que não desistiu de seus planos de usar imigrantes fugindo do Oriente Médio e de outros pontos de conflito como arma no impasse com a União Europeia.

A Guarda de Fronteira polonesa disse no Twitter que, perto das 18h de terça-feira, um grupo de cerca de 100 imigrantes tentou entrar à força, e um vídeo que acompanha o tuíte mostrou um trecho da cerca de fronteira derrubado e homens armados de uniforme militar do outro lado.

Segundo a Guarda de Fronteira, outro grupo de 40 imigrantes fez duas tentativas de atravessar a divisa perto do vilarejo de Mielnik, lançando pedras, galhos e granadas de atordoamento contra forças polonesas.

Um soldado ficou ferido perto de Mielnik, disse a porta-voz da Guarda de Fronteira, Anna Michalska, à agência estatal de notícias PAP.

Enquanto isso, após visitas a Budapeste e a Zagreb na terça-feira, o premiê Mateusz Morawiecki estava em Paris e seguiria mais tarde nesta quarta-feira para Ljubljana na tentativa de reforçar a união europeia em uma postura rigorosa com Belarus e a Rússia.

O vice-ministro das Relações Exteriores polonês, Marcin Przydacz, disse à Reuters que Morawiecki se encontrará com a chanceler alemã, Angela Merkel, na quinta-feira e com o premiê britânico, Boris Johnson, no dia seguinte.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade