0

Grécia prende 5 migrantes por iniciarem incêndio em Lesbos

Fogo destruiu alojamentos no campo de refugiados de Moria

15 set 2020
11h43
atualizado às 11h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O governo de Atenas, na Grécia, anunciou nesta terça-feira (15) que cinco migrantes foram presos acusados de terem iniciado um incêndio no campo de refugiados de Moria, na ilha de Lesbos.

Incêndio destruiu diversos alojamentos no campo de Moria
Incêndio destruiu diversos alojamentos no campo de Moria
Foto: EPA / Ansa - Brasil

De acordo com o ministro da Proteção Civil da Grécia, Michalis Chrysohoidis, uma sexta pessoa está sendo procurada pela polícia local.

Para o ministro grego, as prisões "desacreditam a hipótese de que um grupo de extremistas tenham posto fogo no campo".

O incêndio que destruiu o campo de refugiados começou na noite de 8 de setembro após um grupo de migrantes se revoltar com os resultados dos testes para o novo coronavírus. Por volta de 35 deles teriam resultado positivos, segundo a mídia local.

As chamas devastaram toda a estrutura do abrigo e os migrantes ficaram na beira das estradas de acesso ao longo da noite. O governo da Grécia declarou situação de emergência para toda a ilha por quatro meses. .

Veja também:

O momento em que homem daltônico vê cores pela primeira vez com óculos especiais
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade